Um estudo britânico aponta que, do ponto de vista dos estímulos sexuais, a maioria das mulheres é ou bissexual ou lésbica, e raramente exclusivamente heterossexual.

“Apesar de a maioria das mulheres dizer que é heterossexual, o nosso estudo demonstra claramente que, no que diz respeito ao desejo sexual, ou são bissexuais ou homossexuais, mas nunca heterossexuais”, afirmou o responsável pela investigação, Gerulf Rieger, do departamento de Psicologia da Universidade de Essex, no Reino Unido.

A pesquisa, que envolveu 345 mulheres, descobriu que as mulheres que se identificam como heterossexuais sentem desejo por homens, mas não conseguem evitar a atração sexual por outras mulheres.

Os cientistas analisaram as reações físicas das mulheres ao assistirem a vídeos de homens e mulheres nus – nomeadamente se as pupilas se dilatavam – e os resultados indicam que 74% das mulheres que se afirmavam como heterossexuais sentiam-se tão estimuladas por vídeos de homens nús como de mulheres nuas.

As lésbicas, por outro lado, tinham reações muito mais intensas às imagens femininas do que às masculinas – semelhante ao que acontece com os homens, que também são mais estimulados por imagens de pessoas do sexo que preferem.

O estudo, conduzido para identificar os padrões de estímulo das mulheres lésbicas, revela ainda que “a forma como as mulheres se apresentam em p‎úblico não indica quais são as suas preferências sexuais”, podendo ser influenciados por outros fatores.