Connect with us

LOUCURAS

EMPREGO: SALÁRIO DE 1000 EUROS PARA … DORMIR

Um salário de 1000 euros ao fim do mês para dormir oito horas por dia. Eis a oferta de emprego da marca portuguesa Desonno, especializada em colchões e almofadas, que é, acima de tudo, uma estratégia de marketing para “aumentar as vendas”.

Data:

em

Um salário de 1000 euros ao fim do mês para dormir oito horas por dia. Eis a oferta de emprego da marca portuguesa Desonno, especializada em colchões e almofadas, que é, acima de tudo, uma estratégia de marketing para “aumentar as vendas”.

A campanha da Desonno, para recrutar uma “pessoa para dormir” num “emprego de sono”, como se diz no site da marca, está a ser divulgada em vários sites de oferta de emprego, nomeadamente no Net-empregos.com.

O objetivo da marca é contratar “uma pessoa para dormir 8 horas por dia, de segunda a sexta-feira, durante o mês de Setembro”. “Proporcionamos excelentes condições de trabalho, a começar desde logo pelo colchão e almofada, escolhidos à medida e conforto do candidato seleccionado”, diz-se no anúncio.

O salário é de 1000 euros, “após um mês de noites bem dormidas” e o único requisito é “estar disponível para passar cada noite de sono nas instalações da Desonno, localizada em Paços de Ferreira“.

As candidaturas podem ser enviadas até 10 de Agosto, e não é preciso qualquer currículo. Basta apresentar as motivações para a candidatura e explicar “porque é a pessoa indicada para o cargo”. E podem enriquecer a candidatura com vídeos ou fotografias.

“A vaga irá para o candidato com a proposta mais original“, refere ao Diário de Notícias a directora de marketing da Desonno, Catarina Santos, frisando que a marca não procura “um determinado perfil”.

“O objetivo é sermos conhecidos e, claro, aumentar as vendas“, assume Catarina Santos em declarações ao DN.

A estratégia de aumentar a visibilidade da marca já está a surtir efeito, com a oferta de emprego a ser divulgada em vários meios de informação. Segundo o jornal, já foram submetidas 300 candidaturas em menos de um dia.

Quanto à experiência do candidato seleccionado, terá que dormir em vários modelos de colchões, experimentando cada um durante pelo menos seis dias porque é “o tempo que o corpo demora a adaptar-se a um novo colchão”, explica Catarina Santos.

Após o mês de sono nas instalações da Desonno, o candidato terá que classificar cada um dos colchões, deixando a sua opinião. E se for contando a sua experiência nas redes sociais, a marca agradece!

ZAP

AS MAIS LIDAS