RÁDIO REGIONAL
REGIÕES

TRABALHADORES DA WORTEN EM GREVE POR MELHORES SALÁRIOS

nbsp| RÁDIO REGIONAL

Mais de metade dos trabalhadores dos armazéns da Worten de Azambuja e da Póvoa de Santa Iria estão hoje em greve por melhores salários e uma carreira que os valorize, e admitem voltar à luta a 07 de junho, disse fonte sindical.

Ricardo Mendes, dirigente do Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritórios e Serviços de Portugal (CESP), disse à agência Lusa que “esta é a segunda greve por este motivo, está a ter uma boa adesão, na ordem dos 60%, mas a empresa continua sem responder ao caderno reivindicativo dos trabalhadores”.

Os cerca de 400 trabalhadores do armazém de Azambuja e os 50 do armazém da Póvoa queixam-se dos baixos salários e de não terem praticamente carreira.

“Estes trabalhadores ganham praticamente todos o salário mínimo, independentemente da antiguidade na empresa, e por isso sentem-se completamente desvalorizados”, disse Ricardo Mendes.

Segundo o sindicalista, a empresa, que pertence ao grupo Sonae, não tem qualquer motivo para não valorizar os salários destes trabalhadores, pois ao longo da pandemia da covid-19 teve elevadas vendas ‘online’.

Os trabalhadores em greve decidiram que, caso a empresa continue a não responder às suas reivindicações, vão manifestar-se no dia 07 de julho, junto à loja da Worten das Amoreiras, em Lisboa.

VEJA AINDA:

GUIMARÃES: MAIS DE 30 CANTINAS ESCOLARES ENCERRADAS DEVIDO A GREVE

Lusa

REVISORES DA CP EM GREVE POR AUMENTOS SALARIAIS

Lusa

SETÚBAL: LIGAÇÕES PARA TROIA DA ATLANTIC FERRIES SUSPENSAS QUINTA-FEIRA À TARDE

Lusa

SINDICATO ANUNCIA GREVE DOS TRABALHADORES DA SAÚDE A 1 DE JULHO

Lusa

FENPROF DIZ QUE NOVO REGIME DE MOBILIDADE POR DOENÇA É ‘PERVERSO’

Lusa

CGTP MARCA MANIFESTAÇÃO NACIONAL PARA 7 DE JULHO

Lusa